top of page

O município de Colina torna-se “Capital Estadual do Cavalo”

Projeto aprovado pela Assembleia Legislativa tem como autor o deputado Sebastião Santos





O projeto de lei nº 456 de 2019, que declara o município de Colina como “Capital Estadual do Cavalo”, de autoria do deputado estadual Sebastião Santos (Republicanos), foi aprovado por unanimidade pelos deputados estaduais, durante a 30ª sessão extraordinária da Assembleia Legislativa, realizada no dia 12 de junho. Após sua aprovação, o projeto foi encaminhado ao Governador para sanção e transformação em lei.


O projeto que estava em pauta nas principais comissões da Assembleia, teve parecer favorável durante sua tramitação durante à votação em plenária. “Colina torna-se oficialmente pelo calendário estadual como a Capital do Cavalo. Pelo seu histórico e a tradição que a cidade possui, movimentado milhões na geração de emprego, renda e turismo, além dos aspectos mundial sobre a criação de cavalos, seletivas olímpicas, eventos e trabalho educacional”, explica Sebastião Santos, autor da lei.


Um dos principais pontos para que essa lei fosse criada está sobre o “Projeto Municipal de Equitação Educativa”, mantido pela Prefeitura Municipal de Colina, por meio da Secretaria Municipal de Esportes, Turismo e Lazer, onde é considerado modelo no Estado de São Paulo pelo trabalho de resgate social, realizado com crianças e adolescentes do município. O Projeto foi criado em 17 de junho de 2002, com objetivo de proporcionar às crianças e adolescentes de baixa renda, a prática do hipismo, esporte considerado de elite e, ao mesmo tempo, inseri-los na sociedade com a possibilidade de adquirir formação profissional.


Outro atrativo que movimenta a economia da cidade está relacionada a Festa do Cavalo de Colina, também conhecida como Festa do Polo, é um dos eventos mais tradicionais e importantes da cidade de Colina. Realizada anualmente, a festa atrai milhares de visitantes de diversas regiões, movimentando a economia local de maneira significativa. O evento atrai, em média, entre 50 mil e 70 mil visitantes ao longo de seus dias de realização.Durante a festa, são gerados centenas de empregos temporários, abrangendo desde serviços de segurança, limpeza e alimentação até vendedores ambulantes e pessoal de apoio. A movimentação econômica indireta, que inclui setores de hospedagem, alimentação, transporte e comércio local, pode alcançar valores semelhantes, entre R$ 5 milhões e R$ 10 milhões.


SOBRE A EXPANSÃO DE COLINA COM O HIPISMO

Colina se expandiu graças à cultura do café, que aos poucos deu lugar à pecuária e lavouras diversas, tendo atualmente como grande atrativo o cavalo, que a tornou conhecida em todo o Brasil em virtude da criação de cavalos em propriedades particulares e no Pólo Regional de Desenvolvimento Tecnológico dos Agronegócios, destinados à Cavalaria 9 de Julho no próprio município e nas equipes reconhecidas internacionalmente, além da prática de hipismo que levou à formação de vários cavaleiros olímpicos que representaram o Brasil em eventos internacionais e nacionais.


SELETIVAS DOS JOGOS PANAMERICANOS DE 2007 E SELETIVA DAS OLIMPIADAS 2008

A seletiva de Hipismo para os Jogos Pan-americanos de 2007 atraiu cavaleiros de todo o Brasil para Colina que sediou pela primeira vez, provas classificatórias de Hipismo para os Jogos Pan-americanos. Foram 3 dias de competições com provas de CCE – Concurso Completo de Equitação em várias categorias, além do CCI - Concurso Completo Internacional 1, 2 e 3 estrelas, esse último, válido como seletiva para o Pan. Colina sediou uma das etapas da Seletiva de Hipismo para as Olimpíadas de Pequim. Realizada nos dias 7 a 10 de fevereiro de 2008, no Recinto Municipal de Colina, a primeira seletiva de hipismo para atletas nacionais com vistas à participação nas Olimpíadas de Pequim, que aconteceram de 8 a 24 de Agosto de 2008. O evento, organizado pela Federação Paulista de Hipismo juntamente com a Secretaria Municipal de Esportes e Turismo, contou com a participação de renomados cavaleiros e amazonas nas categorias Nível I, Avançados, Iniciantes e Novatos

 

HISTÓRIA DO CLUBE HÍPICO DE COLINA

Fundado em setembro de 1926, com os objetivos de oficializar, regulamentar e disciplinar a prática esportiva do Pólo nessa comunidade. Vários fatos marcantes fazem parte da história deste clube, como por exemplo, o sucesso nas temporadas 1928 e 1929, a realização em 1930 do primeiro concurso de bois gordos que se tem notícia no Brasil, a vitória alcançada contra a equipe Argentina “Los Caranchos” em 1931 e o campeonato brasileiro de Pólo em 1934.

 

TEXTO: ABRAHÃO HACKME / ASSESSOR DE IMPRENSA - DEPUTADO ESTADUAL SEBASTIÃO SANTOS (REPUBLICANOS)

2 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page